gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Valor do seguro permanece estável após seguidas quedas em 2021

13 de outubro de 2021

Índice de Preços do Seguro Automóvel (IPSA) Agosto – Valor do seguro permanece estável após seguidas quedas em 2021

Estudo realizado pela TEx leva em consideração o dataset com maior com abrangência nacional, utilizado por mais de 20 mil Corretores

A TEx, insurtech especializada em soluções online para o mercado segurador, divulga nesta terça-feira (13) os números de agosto do IPSA – Índice de Preços do Seguro Automóvel . O estudo aponta a variação mensal dos preços do seguro auto de acordo com gênero, região, faixa etária e idade do veículo.

Depois de consecutivas baixas, o IPSA indica que o valor do seguro chegou a um patamar de estabilidade, permanecendo com queda de 12,5% entre os meses de janeiro e agosto. Tanto em julho como agosto o IPSA seguiu fixado em 4,9%. Por exemplo, ao contratar o serviço para um automóvel de R﹩ 50 mil, o segurado pagava R﹩ 2.450,00 pelo seguro. “No momento atual de desarranjo do mercado automotivo o IPSA pode indicar uma pequena redução ou estabilidade da taxa do seguro já que utilizamos o valor percentual. Na prática há um aumento do valor desembolsado pelos clientes, já que houve uma valorização generalizada do preço dos veículos”, explica Genildo Dantas.

O estudo da TEx também traz informações quanto a evolução dos valores por gênero. Em agosto, o percentual do seguro para mulheres foi de 4,4%, enquanto para homens subiu 5,3%. O que indica que o valor final do seguro é cerca de 21% mais caro para os homens. Isso acontece porque há maior reincidência de homens em acidentes graves e com perda total do veículo.

Quando a comparação é por faixa etária, o IPSA de agosto mostra que os motoristas mais novos costumam pagar mais pelo seguro automotivo. Os nascidos entre 1990 e 2014, conhecidos como geração Z, podem pagar quase o dobro (7,5%) do que os nascidos entre 1943 e 1964, conhecidos como Baby Boomer (3,8%).

A região que o segurado reside também é um dos fatores analisados para precificação dos seguros. Para se ter uma ideia, em agosto, o seguro na Região Metropolitana de Porto Alegre chegou a ser 54% superior à Região Metropolitana de Belém.

Analisando apenas a tabela FIPE, o IPSA revela que há uma certa estabilidade nos valores dos seguros entre julho a agosto. Um veículo, cujo preço de tabela está entre R﹩ 10 mil a R﹩ 30 mil, teve variação de 7,8% em julho chegando a 8,0% em agosto.

Outros fatores que interferem nos preços dos seguros são a idade do veículo e a quantidade de KM rodados. O estudo aponta que o valor do seguro para um carro usado, de 6 a 10 anos, custa quase o dobro de um zero KM.

Clique para ler a íntegra da nova edição do Índice de Preços do Seguro Automóvel (IPSA)

Vale lembrar que o IPSA é produzido com base nos dados do TEx Analytics, ferramenta de inteligência de mercado desenvolvida pela TEx.

Com mais R﹩ 3,5 bilhões de prêmios transmitidos por ano e mais de 2.000.000 de cotações por mês realizadas no TELEPORT, solução de Gestão e MultiCálculo da empresa para Corretoras de Seguros, é possível afirmar que a TEx possui o maior dataset do mercado, com abrangência nacional e mais de 20 mil Corretores utilizando suas soluções diariamente. “Essa penetração possibilitou a criação do Índice de Preços do Seguro Automóvel. O IPSA traz um panorama exato do cenário do seguro auto no Brasil”, comenta Emir Zanatto, Sócio e COO da TEx.