gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Contratar um seguro de carro não significa cobertura imediata

21 de setembro de 2017

Por Renyere Trovão | Gazeta do Povo

Foto: Thinkstock

Ao comprar um veículo, o bom senso manda que a aquisição venha acompanhada da contratação de um seguro automotivo. Desta forma, o bem estará coberto desde o momento que deixa da loja, certo? Não é bem assim.

Pela lei número 251, da Superintendência de Seguros Privados (Susep), as seguradoras têm o prazo de 15 dias para manifestar-se sobre a proposta enviada pelo corretor, contados a partir da data de seu recebimento, seja para seguros novos ou renovações.

Na prática, significa que se o proprietário se envolver em um acidente nos primeiros dias de carro novo pode acontecer dele não estar coberto. “A lei prevê 15 dias para que se possa realizar a vistoria prévia e avaliar as condições do veículo, mesmo zero quilômetro”, diz José Peres Zago, da Viva Corretora de Seguros, que trabalha com todas as companhias do mercado.

Segundo o profissional, a lei é antiga, do tempo em que todo o processo para a regularização da apólice era feito via correio e transportadora. Hoje, com a agilidade da meios digitais, a resposta acontece num prazo bem menor.

“A maioria das seguradoras emite a apólice em 24 horas. E mesmo que isso não aconteça, caso ocorra o sinistro antes do dono receber o aviso de aprovação, as empresas costumam cobrir o estrago”, salienta.

Zago resssalta que em caso de a proposta ser recusada pela seguradora, a lei obriga que o corretor do contratante seja avisado dentro do prazo de 15 dias, caso contrário a companhia terá de arcar com a cobertura de possíveis sinistros que venham a acontecer.

Lembrando que o seguro pode ser automaticamente cancelado caso não haja o pagamento da primeira parcela ou do valor total, no caso de quitação à vista.

Confira abaixo o que fazer depois da contratação do seguro auto, de acordo com a Bidu Corretora de Seguros e Serviços na Internet:

Carro Zero KM

No caso de um carro novo, é preciso enviar a nota fiscal do veículo para comprovar que ele realmente é zero. Vale lembrar que se o automóvel já estiver saido da concessionária, ele já não enquadra neste item.

A proposta demora um dia para ser transmitida, sendo necessário o pagamento do boleto bancário ou débito automático.

Novo seguro

Caso o carro já tenha deixado a concessionária e rodado alguns quilômetros rodados, será necessário realizar a vistoria em pontos autorizados ou em casa. Ela serve para verificar a situação do veículo antes de formalizar o seguro auto.

 O período para transmitir a proposta é de um dia, sendo indispensável o pagamento do boleto bancário ou débito automático.

Renovação

Para a renovação do seguro com uma corretora diferente, será necessário enviar a apólice anterior, para que sejam feitas todas as alterações necessárias. Agora se for com a mesma corretora, isto não será preciso. A apólice traz informações importantes, como a classe de bônus, que dará descontos na nova cobertura.

No caso da apólice estar vencida, será necessário esperar um dia para que a proposta seja transmitida.

Agora é só esperar…

Depois de pagar o boleto ou débito automático, o seguro vai para a transmissão. A partir daqui o carro está com uma cobertura provisória. Em até 15 dias a seguradora dará a resposta sobre a aceitação ou não do seu seguro auto.

ALE