gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

V​enda de consórcio de imóveis aumenta 46,48% em agosto

17 de outubro de 2017

Segundo dados da ABAC, adesão de 28,5 mil novas cotas de consórcio no mês de agosto é recorde neste ano

O Embracon, empresa que atua há 29 anos no segmento de consórcios, registrou um aumento de 46,48% nas adesões de consórcio de imóveis no mês de agosto deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. “As estratégias comerciais estabelecidas para conquistar clientes por meio das vantagens do consórcio de imóvel aliadas à tendência de aquecimento do segmento imobiliário contribuíram para o resultado bastante positivo no mês de agosto”, ressalta Rogério Pereira, diretor comercial do Embracon.

Segundo dados da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios, cerca de 28,5 mil novas cotas de consórcio imobiliário foram comercializadas no mês de agosto. Esse volume é recorde no ano ao superar em 5,5% às 27 mil novas adesões de julho. Também é 77% superior às 16,1 mil adesões de agosto do ano passado. Já o valor do tíquete médio (valor da cota de consórcio no mês) em agosto de 2017 foi de R$ 138,8 mil, o que representa um crescimento de 21,9% frente aos R$ 113,9 mil alcançados no mesmo mês de 2016. Já no acumulado do ano, a entidade aponta que foram vendidas 170,15 mil novas cotas de consórcio de imóveis no período de janeiro a agosto deste ano. Isso representa um crescimento de 17,9% frente às 144,30 mil novas cotas vendidas no mesmo período do ano passado. Até agosto deste ano, o sistema de consórcios disponibilizou R$ 4,7 bilhões em créditos e cerca de 46,95 mil consorciados contemplados tiveram a oportunidade de adquirir imóveis. Outro detalhe é que 2.259 trabalhadores utilizaram R$ 89,3 milhões do saldo total ou parcial de suas contas do FGTS para adquirir imóveis por meio de consórcio.

“O consórcio é um método prático, seguro e flexível para a compra planejada do imóvel para qualquer finalidade, seja moradia ou veraneio, para sediar uma empresa ou até mesmo para investimentos, aluguel e aumento de patrimônio”, acrescenta Rogério Pereira. “Com a crise, muitas pessoas haviam adiado a decisão de adquirir imóveis. Agora, com os índices da economia já apresentando sinais de melhora, o consumidor retomou a confiança e os planos de aquisição”, completa o executivo.

Um exemplo são os dados da Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), que apurou que foram comercializadas 1.865 unidades residenciais novas na capital paulista em agosto de 2017. O resultado representa crescimento de 50,6% em comparação ao total vendido em julho (1.238 unidades) e 73% frente às 1.078 unidades comercializadas no mesmo mês de 2016. No acumulado de janeiro a agosto, houve crescimento de 20,8% na comercialização e 11,7% nos lançamentos. Foram comercializadas 10.991 unidades e lançadas 9.215 unidades nesse período.

“O sistema de consórcio é uma opção para compra planejada do bem, sem o acréscimo de juros, entre outras vantagens que podem ser destacadas. Após a contemplação o cliente recebe a carta de crédito – que corresponde ao valor escolhido na contratação do consórcio para a compra do bem a vista, o que pode propiciar bons negócios”, conclui Pereira.

Vantagens do Sistema de Consórcios:

A flexibilidade e possibilidade de crédito acessível, sem incidência dos juros praticados pelo financiamento bancário, tem atraído cada vez mais o consumidor. Veja algumas das vantagens do Sistema de Consórcios:

•       O sistema conta com várias opções de crédito, prazos e parcelas que cabem no orçamento do consorciado;

•       Para participar não é necessário avalista e nem comprovação de renda;

•       Pelo consórcio, o comprador do imóvel não paga juros e não precisa dar entrada nem tampouco intermediárias;

•       O consorciado tem a possibilidade de usar o saldo do FGTS para dar lance ou aumentar o valor do crédito;

•       O valor da carta de crédito acompanha o reajuste das parcelas (INCC – Índice Nacional de Custo da Construção), o que mantém o poder de compra;

•       A carta de crédito dá ao consorciado o poder de negociar a aquisição do bem à vista, o que lhe confere mais poder na hora de negociar;

•       Ao ser contemplado, o consorciado pode usar a carta de crédito para adquirir um imóvel novo ou usado, terrenos e até realizar reformas em qualquer localidade do território nacional;

•       Após a contemplação, a carta de crédito também pode ser utilizada para quitar um financiamento ou consórcio de outra administradora em nome do próprio consorciado;

•       O sistema de consórcio conta com legislação específica e a administradora deve ser autorizada e fiscalizada pelo Banco Central, o que traz mais segurança ao consumidor.

O Embracon disponibiliza o guia “Consórcio de A a Z” (http://bit.ly/EMBguiaAZ), que tem como objetivo apresentar informações precisas e esclarecer sobre o Sistema de Consórcios de Automóveis, Motos e Imóveis. Organizado em tópicos por ordem alfabética, o e-Book procura responder de forma clara e simples, desde as dúvidas mais comuns, até questões específicas do funcionamento dos consórcios.

 

Fonte: RMA

 

ALE