gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Tem plano de saúde? Consulte a taxa de cesarianas declarada por sua operadora à Agência Nacional de Saúde Suplementar

23 de maio de 2015

17 a cada 20 bebês nascidos via planos de saúde brasileiros vieram ao mundo por cesarianas

Ilustração

Ilustração

Na última quinta-feira (20), um post no Twitter do Ministério da Saúde convidava o internauta a checar a taxa de cesarianas dos planos de saúde cadastrados na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os números, referentes a 541.476 nascimentos realizados em 2013 por 826 diferentes planos de saúde, mostram mais uma vez a realidade alarmante do país: 84,5% dos partos declarados na base de dados eram cesarianas.

Isso significa que, a cada 20 mamães com plano de saúde, 17 delas passaram por cesarianas. Algumas, certamente por necessidade, mas não todas. Para a Organização Mundial de Saúde, “taxas de cesáreas maiores do que 10% não estão associadas com reduções nas taxas de mortalidade materna e neonatal”. Ou seja: expõem as mães ao risco da cirurgia, mas não há nenhum benefício à vista.

Como a mesma OMS deixa claro em sua última declaração sobre o tema, no mês passado: “As cesáreas são efetivas em salvar vidas maternas e infantis, porém somente quando realizados por indicações clínico-obstétricas.”.

As campeãs em cesarianas

No quadro a seguir, é possível ver a distribuição do total de cesarianas entre as operadoras de saúde. A campeã, em número total de cesáreas, foi a Amil, com 52.986 partos desse tipo realizados em 2013. Em seguida, vem a Bradesco Seguros, com 29.313 cesáreas.

Se olharmos o percentual de cesarianas em relação ao total de partos dessas operadoras, ele também é alto: 88% na Amil, 65% para a Bradesco Saúde. Entretanto, há situações bem piores. Em 90 companhias não nasceu sequer um bebê por parto normal no ano de 2013, de acordo com os dados da ANS.

A maior parte delas são seguros de saúde de pequeno porte. Entre as 90 apontadas, apenas cinco são operadoras de médio porte e nenhuma é de grande porte.

Não à cesária

Na outra ponta da lista, porém, há cinco planos de saúde, todos eles de pequeno porte, que não registraram nenhum parto cesário. São eles Unimed das Estâncias Paulistas, Prontomédico Plano de Assistência Médica, Sanamed – Saúde Santo Antônio, HBC Saúde e Companhia Docas do Espírito Santo. Foram 316 nascimentos, todos eles de parto normal.

Se você quer saber qual é o percentual de cesarianas do seu plano de saúde ou quer saber mais, a ANS divulgou uma tabela onde é possível filtrar pelo percentual de cesarianas em relação ao total de partos e pelo porte da companhia de seguros.

Fonte:brasileiros.com