gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Setor de seguros lutando para inovar, aponta KPMG

24 de setembro de 2015

lampada2Enquanto executivos de seguros na grande maioria sabem que inovação conduzirá à vantagem competitiva e crescimento, muitos parecem estar lutando para acender a chama dentro de suas organizações, aponta relatório da  KPMG International. 48% dizem que já estão prejudicados por concorrentes novos, mais ágeis.

“Como um membro do IIS Leadership Circle (Círculo de Liderança da IIS), a KPMG promove perspectiva válida das diretrizes da IIS. Os resultados do relatório da KPMG estimulam nossa certeza de que inovação é o tema estratégico predominante da indústria hoje, razão pela qual nós centraremos oKPMG International tema do Fórum Global de Seguros de 2016 em “Inovação e Transformação da Indústria,” diz Michael J. Morrissey, presidente e CEO da IIS.

Baseado em uma pesquisa com 280 executivos de seguros de todo o mundo e uma série de entrevistas cara-a-cara com líderes de seguros e novos concorrentes do mundo da FinTech, o relatório, intitulado Um novo mundo de oportunidade: O imperativo da inovação de seguros, aponta que a necessidade de inovar já está criando pressões significantes no setor de seguros. Muitos dos respondentes da pesquisa veem inovação como uma significante oportunidade, com 83 por cento dizendo que o sucesso futuro de suas organizações está estreitamente amarrado as suas habilidades de inovar.

“Baseado na experiência dos profissionais da KPMG no mundo, a realidade é que clientes de seguros, acionistas e empregados demandem por inovação,” mencionou Mary Trussell, Líder de Mercados de Alto Crescimento e Inovação de Seguros da KPMG International, e autora do relatório. “De fato, eles esperam isso, não apenas de provedores de tecnologia e fabricantes de dispositivos. Organizações de seguros não podem “mais fazer mais do mesmo e esperarem crescer.”

De acordo com o relatório, inovação rápida tem criado desafios significantes para seguradores com 48 por cento dizendo que suas organizações já estão tendo a experiência de interferência de competidores novos, mais ágeis. Interessantemente, respondentes da América do Norte foram mais propensos a dizerem que tiveram a experiência de interferência, do que seus parceiros Europeus, e de alguma forma também mais propensos a tal do que seus parceiros asiáticos.

Não são apenas emergentes que estão criando desafios de inovação para o setor de seguros. Quatro em cada dez respondentes da pesquisa da KPMG International dizem que competitividade aumentada de seus competidores existentes criaria desafios significantes nos próximos dois anos.

Contudo, o relatório também aponta que – enquanto seguradores claramente reconhecerem o imperativo da inovação – muitos estão lutando para catalisar a inovação dentro de suas próprias organizações. Mais de três quartos (79 por cento) dizem que já estão correndo apenas para manter suas exigências diárias. Pouco abaixo (74 por cento) dizem que faltam qualificações essenciais internas necessárias para conduzirem à inovação.

“Seguradores e intermediários estão descobrindo de forma crescente que não há a ´bala dourada´ para criar uma organização mais inovadora; não há um pacote pronto para uso que conduza a novas ideias,” mencionou Gary Reader, chefe da Global Insurance, KPMG International. “Contrariamente, organizações precisarão navegar seus próprios caminhos neste novo mundo de oportunidade, desenvolvendo novos negócios e operando modelos e novas parcerias para se destacarem na competitividade e inovação dentre seus jogadores e novos audazes concorrentes.” O relatório da KPMG International, que contém abordagens, artigos e citações de grandes executivos, membros de conselhos e CEOs, de organizações de seguros tradicionais e de novos concorrentes, identifica um número de áreas de foco para aqueles seguradores procurando melhorar os resultados dos investimentos em inovação. De transformação cultural a modelos de negócios repensados, o relatório alavanca a experiência da rede KPMG em oferecer aconselhamento prático e pontos de vistas válidos para ajudar o setor de seguros inovar.

Com dois terços dos respondentes da pesquisa dizendo que já olham para outras indústrias como modelos de inovação e inspiração, o relatório da KPMG International também inclui abordagens de ponta de outras indústrias e setores que passam por rápidas mudanças tais como automotivo, varejo, cuidados de saúde e tecnologia, assim como pontos de vistas funcionais em áreas como foco ao cliente, pessoas e mudanças, e modelos que encorajam a inovação.

“Trilhar seu próprio caminho por inovação não significa começar do zero,” adicionou Mary Trussell. “Contrariamente, é alavancar experiências e sucessos incluindo as ideias de outros para criar novas premissas e enfoques para satisfação dos clientes e gerar valor. É aprender de concorrentes tradicionais e novas interferências. E é pegando emprestado melhores práticas sem vergonha e novas ideias de fora do setor de seguros e seus tradicionais aliados.”

Respaldado por dados significantes, percepções válidas da indústria e profunda experiência no setor, Um novo mundo de oportunidade: O Imperativo de inovação em seguros oferece aconselhamento pragmático e acionável para aqueles seguradores e intermediários buscando fazer o máximo do imperativo da inovação. O relatório completo pode ser baixado de www.kpmg.com/insuranceinnovates.

Sobre a pesquisa

A KPMG International conduziu uma enquete online em abril de 2015 com 280 executivos da indústria de seguros em 20 países. Perfis de setor incluem: 25 por cento Vida e Saúde, 23 por cento Propriedade e Casualidades, 29 por cento Compostos e 23 por cento outros. Das organizações pesquisadas 32 por cento indicaram que suas receitas totais excedem $5B USD; 33 porcento disseram que tem entre $500M e $4.9B em receitas totais, e 36 disseram que sua receita total é menor que $500M.

Fonte: Revista Cobertura Mercado de Seguros