gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Previdência Privada foi tema de palestra no RJ

03 de dezembro de 2018

Os diferentes e mais atrativos produtos de Previdência Privada e os detalhes mais relevantes para a tomada de decisões na contratação de planos foram os temas centrais da palestra “Previdência Privada: tudo o que você precisa e deve saber, para seu futuro e de seus colaboradores”.

Promovido pela Escola Nacional de Seguros na última terça-feira, 27 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ), o encontro foi conduzido pelo professor do Coppead-UFRJ, Carlos Heitor Campani, que apresentou as diferenças entre os planos PGBL e VGBL, e indicou as melhores opções para quem investe ou deseja investir.

A abertura do evento coube ao diretor de Ensino Superior da Escola, Mario Pinto, que destacou a importância do debate sobre o tema. “Faz parte da missão da Escola levantar essa discussão para que possamos, de alguma maneira, ajudar a amadurecer o mercado em temáticas sensíveis e, assim, cumprir a nossa missão em prol do setor de seguros e da sociedade. Por conta da complexidade da realidade do Brasil, que foi visto durante muito tempo como um país jovem, mas que agora está envelhecendo, é importante uma atenção especial ao assunto”, ressaltou.

Em seguida, Campani fez uma ampla exposição sobre as opções para investimento após a aposentadoria e apresentou ferramentas para as melhores decisões. O professor explicou qual declaração de Imposto de Renda é mais vantajosa para cada situação, mostrou as diferenças entre PGBL e VGBL e discorreu sobre como se beneficiar ao máximo dos benefícios fiscais associados.

PGBL, VGBL ou Autoprevidência?

O especialista apresentou, ainda, pesquisas e dicas que apontam os melhores resultados na escolha de um plano previdenciário. “Quando questionamos se vale a pena ter uma Previdência Privada ou uma estratégia de Autoprevidência, concluímos que, por um lado, teremos alguns benefícios fiscais dos planos PGBL e VGBL que estimulam a população a poupar para sua aposentadoria; por outro, em uma Autoprevidência, que nada mais é do que poupar por conta própria em um fundo não previdenciário, as taxas de administração são menores e não há taxa de carregamento. Então, quando se põe tal questionamento na balança, se torna relevante levantar pontos como faixa etária, nível salarial e pretensão de renda ao se aposentar para obter uma resposta mais assertiva”, explicou.

Prestigiado por cerca de 70 pessoas, o evento teve transmissão pela internet, que gerou mais de 500 visualizações e forte interação do público. Os participantes levantaram questionamentos sobre restituição, taxa de administração, vantagens em fazer PGBL ou VGBL para recém-nascidos, entre outros. O palestrante respondeu a diversas perguntas do público presente e também da audiência online.

Professor desde os 18 anos, Campani é especialista e pesquisador PhD no assunto. Recentemente, teve seu artigo “Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL ou Autoprevidência?” publicado em uma das mais renomadas revistas acadêmicas de Economia e Finanças do mundo, a The North American Journal of Economics and Finance.

 

Fonte: Assessoria