gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Premiadas melhores reportagens inscritas no 4º Prêmio SINCOR-GO de Jornalismo

14 de novembro de 2018

O SINCOR Goiás apresentou nesta segunda, 12,os vencedores da 4ª edição do Prêmio de Jornalismo, durante almoço, em Goiânia, no K Hotel. Participaram do evento os profissionais da imprensa — homenageados do SINCOR — , a diretoria da entidade, representantes dos corretores de seguros e das seguradoras. Ao todo foram distribuídos R$ 65 mil em prêmios nas categorias mídia impressa, telejornalismo, webjornalismo e mídia especializada. A jornalista Mariana Martins, da TV Anhanguera, comandou a apresentação dos vencedores.

O presidente em exercício do SINCOR-GO enalteceu o papel da imprensa na difusão da cultura do seguro no Brasil. “O setor de seguros representa 6,5% do PIB brasileiro. Em países desenvolvidos este índice ultrapassa os dois dígitos — o setor tem crescido no Brasil, mesmo em época de instabilidade como agora. O que falta é esclarecer à população que o seguro não é despesa, mas poupança e investimento e a imprensa tem prestado esse serviço ao povo brasileiro de maneira exemplar, como observamos nas reportagens que participaram do Prêmio”, destaca Henderson.

Lucas Vergilio, deputado federal reeleito e presidente licenciado do SINCOR, ressaltou a relevância da imprensa para levar a informação correta ao público. “Atualmente temos acesso a vários veículos e formas de comunicação, porém, ainda há muito desinformação. O fenômeno das fake news exemplifica bem isso”, frisa Lucas. “Por isso precisamos do apoio e da credibilidade da imprensa — um cliente bem informado consome de forma consciente e fortalece o mercado como um todo. Ao proteger o patrimônio das família e das empresas, o seguro tem uma função social de grande alcance”, ressalta.

Roney Almeida Macedo – vice-presidente de Marketing e Relações com o Mercado do sindicato, observou a qualidade dos trabalhos inscritos na 4ª edição do Prêmio. “Em todas as categorias, os profissionais souberam abordar com maestria e clareza os diversos assuntos relacionados ao tema. O Prêmio, acredito, tem contribuído para despertar a cultura do seguro, pois a área jornalística transmite esse conhecimento com segurança à população”, afirma. “Esse projeto merece continuidade, pois é de primordial na divulgação representatividade do corretor de seguros na indústria securitária”, declara.

Os vencedores

Na categoria mídia especializada, a vencedora foi Tany Souza, da Revista Cobertura, classificada com o 1º e 2º lugar, com as reportagens Tecnologia no presente – preparando o futuro do mercado de seguros; e Bendito fruto entre os campos brasileiros. “ É uma honra receber esse Prêmio. É uma honra também, por meio dele, poder exaltar e destacar a economia do Centro-Oeste, que é tão relevante e contribui tanto para o desenvolvimento do País — e, claro, o mercado de seguro é quem dá o suporte para todo esse desenvolvimento”, arremata.

Ganhando pela terceira vez o primeiro lugar na categoria telejornalismo, o jornalista Paulo Henrique Santos, da TV Record Goiás, destaca o quanto o Prêmio tem incentivado a imprensa a goiana. “O desafio é buscar novos temas relacionados com o assunto, o que não é muito difícil, pois o campo é vasto e interessante”, afirma. “Nesta edição, em que abordamos o Seguro para Jovens, confesso que fiquei surpreso, à medida em que fomos pesquisando, sobre a quantidade de seguros para esse nicho. A cada vez que me dedico ao tema seguros é uma descoberta nova que a gente faz”.

Bárbara Falcão, da Rádio CBN, foi premiada com o primeiro lugar da categoria com a série de reportagens Os seguros como uma opção de proteção em meio a insegurança da cidade. “Na reportagem levanto a discussão sobre a violência que vivemos no cotidiano tanto do ponto de vista do mercado, do corretor de seguros, quanto da perspectiva acadêmica. Neste contexto, o seguro surge como uma alternativa a esse clima de insegurança”, observa a jornalista.

Para o jornalista Fernando Dantas, de A Redação, que ganhou dois prêmios na categoria webjornalismo ( o 1º e o 3º lugar), o Prêmio Sincor é importante pois valoriza a imprensa. “Todos os dias nos dedicamos a buscar pautas e verificar informações úteis para a sociedade e, claro, o seguro é de grande valor para o desenvolvimento econômico e social. Infelizmente, são poucas as pessoas que sabem disso e, como jornalistas, procuramos levar essa mensagem adiante”, comentou.

Carla Borges, de O POPULAR, vencedora do 1º lugar na categoria mídia impressa com a reportagem Apenas 7% das residências em Goiás estão protegidas por seguro, destaca que , além de um reconhecimento, o Prêmio é um estímulo a continuar a busca pela qualidade da informação. “Nem eu imaginava que o índice de residências seguradas fosse tão baixo em Goiás e no Brasil. E, conforme mostram as falas das pessoas ouvidas na matéria, seguro é um investimento. É aquilo que pagávamos esperando não haver necessidade de usar. Mas quando se precisa, faz toda a diferença”, comenta.

O 4º Prêmio SINCOR Goiás de Jornalismo contou com a parceria das seguintes companhias seguradoras: Bradesco Seguros; Porto Seguro Seguros; HDI Seguros; Tokio Marine Seguradora; Sompo Seguros; Centauro-On; Essor Seguros; SulAmérica; Capemisa Seguradora; Liberty Seguros; PAC Assessoria; MetLife; Seguros; Som.Us; e Sura; e o apoio de Ampli Comunicação; Escola Nacional de Seguros; Fenacor; Ibracor; Sicoob Credseguro; e Sindseg MG/GO/MT e DF.

Confira a relação dos vencedores:

— WEBJORNALISMO

– 1º LUGAR

Fernando Dantas (A Redação)

Reportagem: Insurtechs ajudam a reinventar o mercado de seguros no Brasil

– 2º LUGAR

Kamylla Rodrigues (A Redação)

Reportagem: Seguro de cargas em Goiás cresce mais de 70% e está acima da média nacional

– 3º LUGAR

Fernando Dantas (A Redação

Reportagem: Fraudes na área de seguros têm causado prejuízos milionários para o setor

— RADIOJORNALISMO

– 1º LUGAR

Bárbara Falcão (CBN Goiânia)

Reportagem: Os seguros como uma opção de proteção em meio a insegurança da cidade

– 2º LUGAR

Johann Germano, Giovanna Lopes e Roberval Silva (Rádio Sagres 730)

Reportagem: Seguro Previdência

– 3º LUGAR

Yara Galvão (Rádio Brasil Central)

Reportagem: Proteção Veicular não é seguro

— MÍDIA ESPECIALIZADA

– 1º LUGAR

Tany Souza (Revista Cobertura)

Reportagem: Tecnologia no presente – preparando o futuro do mercado de seguros

– 2º LUGAR

Tany Souza (Revista Cobertura)

Reportagem: Bendito fruto entre os campos brasileiros

– 3º LUGAR

Sérgio Carvalho (Jornal Nacional de Seguros)

Reportagem: Fenacor completa 50 anos em meio a maior crise do sindicalismo brasileiro

— MÍDIA IMPRESSA

– 1º LUGAR

Carla Borges (O Popular)

Reportagem: Apenas 7% das residências em Goiás estão protegidas por seguro

– 2º LUGAR

Katherine Alexandria (O Popular)

Reportagem: Frota antiga impacta mercado

– 3º LUGAR

Galtiery Rodrigues (O Popular)

Reportagem: 78 mil autuações em 10 anos de Lei Seca

— TELEJORNALISMO

– 1º LUGAR

Paulo Henrique Santos, Wanda Oliveira, Douglas Felipe, Manoel Rubens, Miguelângelo Carvalho e Leonardo Habib (TV Record Goiás)

Reportagem: Cenário de crise no Brasil faz com que jovens comecem a pensar em soluções antes dos 30 anos

– 2º LUGAR

Camilla Teixeira, Annelise Justo, Cleomar Fernandes, Cida Adorno e Elessandro Santana Rocha

(TV Brasil Central)

Reportagem: Proteção veicular não é seguro

– 3º LUGAR

Paulo Ruan, Marcus Gouveia, Raimundo Rocha, Samuel Dias, Deise Araújo, Franco Júnior e Paulo Caetano (PUC TV Goiás)

Fonte: Sincor-GO