gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Os mimos que os seguros de carros oferecem

20 de março de 2015

size_810_16_9_mulher-dirigindo-e1419081447405Consultas no veterinário para pets, assistência para bicicletas, reparos de eletrodomésticos e no computador. Esses e outros serviços podem estar incluídos no seguro do seu carro, mesmo que nenhum dos problemas tenha relação direta com ele.

Atendentes que ajudam a reunir a documentação necessária em caso de indenização, serviços de transporte até a oficina e assistência ao segurado mesmo quando ele está no carro ou na casa de outra pessoa também são alguns dos mimos oferecidos pelas seguradoras.

Os benefícios também podem ser voltados para um perfil específico de clientes. Para mulheres e idosos, por exemplo, a Porto Seguro pode disponibilizar um profissional para instalação de varal de roupas, prateleiras, cortina e quadros.

A apólice para idosos também pode incluir transporte para consultas médicas – nos casos em que é recomendável não voltar dirigindo – e profissionais que auxiliam na retirada de documentos e na mudança de mudar móveis de lugar.

Já para as mulheres, algumas seguradoras, como o Grupo BB Mapfre oferecem inclusive assistências especiais para clientes grávidas em caso de acidente. Também disponível no produto convencional, quem opta pelo seguro para mulheres na SulAmérica podem acionar o serviço de motorista em caso de impossibilidade de dirigir mais vezes durante o contrato.

Essas coberturas adicionais tornam o seguro mais caro. Mas, de acordo com Antonio Penteado Mendonça, professor especializado no mercado de seguros da Fundação Instituto de Administração (FIA), o aumento de preço é limitado. “Os serviços representam um custo baixo para as seguradoras”, explica.

Segundo o diretor técnico de automóveis da Bradesco Seguros, Saint Clair Pereira Lima, os serviços que têm maior peso no seguro são os carros reserva, guinchos e as assistências nos casos de pneu furado e pane elétrica.

Ter mais vantagens e, ao mesmo tempo, pouca variação no preço da apólice são fatores que podem atrair segurados e ajudam a desempatar a escolha entre planos com custos semelhantes. “Como a seguradora realiza parcerias com empresas especializadas para oferecer o benefício, o serviço prestado geralmente é eficiente”, diz Mendonça.

O que pesar na escolha

Na hora de contratar o seguro para o carro, Maria Inês Dolci, diretora da associação de consumidores Proteste, recomenda que o consumidor verifique todos os serviços que estão incluídos no contrato e se os benefícios são adequados ao seu perfil.

Maria Inês também aconselha o consumidor a verificar se o plano de fidelidade de seu cartão já não oferece os serviços que podem ser incluídos no seguro.

A quantidade de uso permitida para cada serviço varia, em média, entre duas a três vezes por ano, mas a opção pode ser ilimitada caso o segurado opte por pacotes mais completos.

Cláusulas do contrato que restrinjam o uso do serviço também devem ser analisadas. “Não adianta o segurado contratar mais serviços se dificilmente ele conseguirá utilizá-los”, diz Maria Inês.

As seguradoras costumam oferecer pacotes padronizados e não permitem personalizar muito o seguro, com exceção de seguros para públicos específicos, como mulheres e idosos.

Por esse motivo, a aquisição de um pacote no qual o segurado se interessa por apenas uma pequena fatia dos benefícios pode não compensar.

O plano básico sempre deve ser uma opção dada pela seguradora. “O consumidor pode optar por incluir apenas as coberturas essenciais no seguro, e agregar valor à apólice ao longo do tempo, conforme a necessidade”, diz a diretora da Proteste.

Segurado deve checar contrato

As empresas incluem cada vez mais serviços de assistência nos seguros, sejam elas relacionados ou não ao veículo. Na Bradesco Seguros, as apólices já incluem até 57 serviços adicionais. “Tem de tudo”, diz o diretor-técnico de automóveis Saint Clair Pereira Lima.

Com diversas opções, quem já contratou o seguro deve verificar quais benefícios estão incluídos no contrato. “Muitos clientes não sabem que têm direito aos benefícios. Nesse caso, até incentivamos o uso. Um exemplo é a oferta de táxi em caso de pane do veículo. Os clientes são alertados sobre o direito na hora que chamam o guincho”, afirma Lima.

Os serviços de chaveiros e trocas de pneu furado – opção ilimitada nos seguros para mulheres oferecido pela SulAmérica Seguros – estão entre os mais utilizados.

As apólices também podem oferecer descontos em cinemas, clínicas de estética e restaurantes, além de óticas, estacionamentos, aparelhos de GPS, dispositivos antifurto, entre outros, assim como nos programas de fidelidade oferecidos pelos cartões de crédito.

Tendência

A estratégia das seguradoras é ampliar o uso da apólice diante do número baixo de sinistros e colisões no país para que os clientes não considerem os seguros dispensáveis.

Segundo Lima, da Bradesco Seguros, entre 1,5% a 2% de automóveis com seguros são roubados no país, de acordo com dados do mercado segurador. “Os sinistros por roubo são maiores no Sudeste, em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo”, diz o executivo.

Já acidentes como batidas, mais comuns no Nordeste, somam entre 5% e 7% do volume de sinistros no país, em média.

Alguns serviços também podem ajudar a prevenir sinistros e, como consequência, reduzir os custos com indenizações das seguradoras. É o caso do motorista substituto, que leva o segurado para casa quando ele não se sente bem para dirigir.

As coberturas adicionais já são utilizadas por 40% dos segurados em algumas regiões do país, segundo dados do mercado.