gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Novas soluções para a aceitação de seguros patrimoniais

11 de janeiro de 2018

Tailor Insurance destaca aumento de sinistros em armazéns e depósitos

O mercado de seguros empresariais fechou o primeiro semestre de 2017 com quase R$ 8,2 bilhões em prêmios de seguros, comparados com R$ 7,7 bilhões no mesmo período de 2016. Em 2015, o número foi de R$ 7,1 bilhões, segundo dados da Susep. O seguro patrimonial ou empresarial é o que protege empresas, como indústrias, fábricas ou escritórios, de incêndios, danos elétricos, mercadorias, responsabilidade civil, lucros cessantes, entre outros.

Em paralelo a crescente procura pelo mercado de seguros empresariais, o número de sinistros também observou um aumento em 2017. Segundo dados da Tailor Insurance, o aumento foi observado, em sua maior parte, em incêndios de armazéns e depósitos. Este aumento de sinistros provoca uma redução do apetite das seguradoras para estes tipos de locais e atividades.

Para a grande maioria das empresas com atividades de armazenagem, depósitos, logística, ou similares, que conseguem algum tipo de colocação para o seu seguro, o prêmio (valor a pagar pelo seguro) torna-se muito alto. “Muitas empresas deste setor que possuíam uma estabilidade recorrente ao longo dos últimos anos enfrentaram dificuldades na renovação do seus seguros devido ao péssimo resultado que este tipo de risco leva para as seguradoras e, principalmente, aos resseguradores. Em algumas seguradoras observamos que o prêmio do seguro chegou a dobrar devido aos reajustes das taxas atribuídas a estas atividades”, conta Antoine Maleh, executivo de contas da Tailor Insurance.

Por outro lado, a Tailor Insurance traz soluções diferenciadas para montar esses tipos de seguro com valores mais acessíveis aos seus clientes. “Desenvolvemos outros meios que entregam maior valor agregado para garantir ao cliente uma colocação para seu risco. Com isso, conseguimos apresentar ao segurado um preço justo cobrindo seu risco na totalidade desestimulando o cliente a fazer o chamado “auto-seguro” que no caso de um sinistro, pode trazer prejuízos insustentáveis”, completa Maleh.

Os seguros empresariais de empresas com maior valores em risco, em sua maioria indústrias e fábricas, são conhecidos como riscos nomeados e operacionais (all risks). Atividades como Armazéns secos, armazéns gelados, frigoríficos, armazéns logísticos e similares, vem cada vez mais se tornando atividades empresas com maiores dificuldades de colocação no mercado segurador.

Fonte: Fernanda Brandão