gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Mais de 3.500 pessoas recebem seguro DPVAT em GO

12 de outubro de 2015

Pedidos podem ser feitos até três anos após o acidente de trânsito.

Especialista diz que não é preciso intermediário para conseguir pagamento.

Vítimas de acidente de trânsito têm direito ao DPVAT | Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Vítimas de acidente de trânsito têm direito ao DPVAT | Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Em Goiás, o número de pessoas que precisaram de uma indenização por causa de algum acidente de trânsito neste ano já chega a 3.500. O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) é um direito de todos as vítimas de batidas ou atropelamentos, sejam motoristas, passageiros ou pedestres. No Brasil, são registrados três mil acidentes de trânsito que geram 96 mortes por dia.

O técnico em informática, Clayton Alves Pereira, foi uma das pessoas que recebeu o seguro. Ele caiu da garupa de uma moto em abril deste ano e fraturou o ombro, precisando ficar três afastado do trabalho parado para se recuperar.

“É caríssimo o DPVAT que a gente paga por ano. Aí eu pensei, vou dar entrada e qualquer coisa que vier, qualquer tanto é bom para a gente. Dei entrada e recebi”, contou.

A cabeleireira Lilian Braga também conta com a indenização do seguro, já que seu filho está há mais de um mês sem poder trabalhar por causa de um acidente. “Espero que venha sair no momento certo, porque ele está precisando”, afirmou.

Indenização

Em casos de morte ou invalidez permanente, as vítimas têm direito a uma indenização no valor de R$ 13,5 mil. Em caso de despesas medicas e hospitalares o seguro oferece reembolso de até R$ 2,7 mil.

O DPVAT é pago por todos que têm veículo automotor. O último aumento no valor do seguro aconteceu em 2007. O valor subiu 9,6% para carros e 56% para motos. A indenização, no entanto, não aumentou.

O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro de Goiás (Sincor), Joaquim Mendanha de Ataídes esclareceu que o aumento no valor aconteceu porque houve um crescimento no número de vítimas.

“Tem uma quantidade de pessoas que usam esse seguro e outra quantidade que paga o seguro. Todos nós pagamos para que uma hora, quem precisar da indenização, ele tenha esse valor disponível. Nos últimos anos houve aumento muito grande nas indenizações e isso obrigou a seguradora a cobrar mais”, explicou.

Como fazer

O presidente do Sincor também explicou que a vítima pode entrar com um pedido para conseguir a indenização até três anos após o acidente. Em casos de invalidez permanente esse prazo começa a partir da data do laudo que constatou a invalidez.

“Se você der entrada com toda a documentação correta solicitada pela seguradora eles têm um prazo de até 30 dias úteis para fazer o depósito na conta corrente informada”, esclareceu Mendanha.
O presidente ressalta ainda que não é preciso qualquer intermediário para realizar o pedido. “O DPVAT é o seguro mais popular do mundo, é social, não é necessário intermediação para indenização. Basta procurar um dos pontos de atendimento em todo o estado, que você recebe informações gratuitas para seguir com o seu processo sem a necessidade de intermediação”, disse.

O sindicato tem também uma parceira com a Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon) de Goiânia e as vítimas de acidentes de trânsito também podem procurar o órgão na Avenida Tocantins, no Centro da capital, nas terças-feiras a partir das 8h, para esclarecer dúvidas e realizar os pedidos.

Fonte: G1 GO

ALE