gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

JMalucelli Seguradora lança Seguro Garantia Judicial Trabalhista

14 de setembro de 2017

A JMalucelli Seguradora, líder em Seguro Garantia, lançou uma plataforma exclusiva para a emissão de apólices de Seguro Garantia Judicial Trabalhista para empresas de todos os portes. O Seguro Garantia Judicial é uma modalidade de seguro que surgiu como opção ao depósito judicial, à penhora de bens e à fiança bancária. Optando pelo Seguro Garantia, o fluxo de caixa das empresas e limites de crédito não ficam comprometidos.

Com uma plataforma inteligente, simples e confiável, a emissão de Seguro Garantia Judicial Trabalhista da JMalucelli Seguradora será realizada em apenas cinco etapas de forma automatizada e ágil, permitindo que os corretores de seguros obtenham suas apólices de forma autônoma. O produto a partir de agora será disponibilizado para todas as empresas que necessitarem de garantias em um processo judicial trabalhista.

“Ouvimos nossos corretores e parceiros e por isso lançamos essa novidade para atender uma necessidade do mercado. Inovamos em nossa ferramenta, utilizando uma tecnologia que permitirá uma experiência inovadora e extremamente facilitada, com possibilidade de milhares de acessos ao mesmo tempo”, explica Ricardo Trunci, Diretor Comercial, de Marketing e TI.

A Garantia Judicial tem sido amplamente aceita no sistema judiciário, além de apresentar custo muito inferior às outras opções de caução em processos. O mercado de Seguro Garantia vem crescendo ano a ano, movimentando mais de R$ 1,5 Bi entre janeiro e julho de 2017, resultado 55% maior que o mesmo período do ano anterior.

O Vice-Presidente da JMalucelli Seguradora, Gustavo Henrich, declara “O maior diferencial é que, agora, empresas de qualquer porte podem ter acesso às apólices de Seguro Garantia Judicial Trabalhista, de forma muito rápida e segura pela nossa nova plataforma. Essa nova opção sem dúvida trará mais negócios para os corretores, e permitirá que as empresas não precisem se descapitalizar até que o processo judicial trabalhista esteja concluído, aliviando desta forma seu fluxo de caixa.”

 

Fonte: Ruthe Precoma

ALE