gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

HDI Seguros: chuvas de verão podem trazer prejuízos para motoristas

11 de janeiro de 2022

A intensidade das chuvas de verão pode assustar e pegar de surpresa muitos motoristas. Os três primeiros meses do ano costumam ser os mais atingidos pelo fenômeno, que pode danificar desde o sistema elétrico do automóvel até o motor ou mesmo causar a perda total do carro.

Com duração curta, porém intensa, acontecendo geralmente no final da tarde, o fenômeno é sentido especialmente no horário em que o trânsito costuma estar mais movimentado, causando alagamentos.

“É comum os motoristas serem pegos de surpresa durante as chuvas de verão. Por conta da força imprevisível desses episódios, muitas vezes nos deparamos com trechos alagados em questão de minutos, por isso é necessário estar preparado para situações como essas. No seguro Auto da HDI, por exemplo, oferecemos a cobertura de danos causados pelas enchentes, que protege o veículo em caso de submersão parcial ou total em água doce proveniente de enchentes ou inundações, inclusive nos casos de veículos guardados em subsolo”, informa Marcelo Moura, Diretor de Automóvel e Massificados da HDI.

A prudência do motorista em situações como essas também é fundamental. O executivo acrescenta que “nesse caso, é recomendado que o condutor tenha cautela e tome decisões sensatas, evitando se arriscar com o veículo no meio do alagamento. Essa é uma medida que visa preservar tanto o bem quanto o segurado”.

Pensando no bem-estar das pessoas e na segurança do carro, é importante ter em mente que a melhor opção é o motorista sempre avaliar a situação em que se encontra antes de avançar com o veículo em áreas alagadas. Para que o condutor possa trafegar com segurança em situações de alagamento, aqui vão algumas dicas:

– O ideal é que o volume de água no local não passe da metade da altura da roda do carro; se esse limite for ultrapassado, o risco de ficar no caminho aumenta bastante.

– A travessia de um local alagado deve ser feita lentamente, em primeira ou segunda marcha, mantendo distância suficiente do carro da frente. Velocidade e aceleração constantes evitam a formação de ondas e a entrada de água no escapamento.

– Se a chuva continuar forte e o condutor perceber que o nível de água está subindo rapidamente, o indicado é abandonar o veículo no local e acionar a seguradora o mais rápido possível. Não se deve esperar a água chegar à janela, o que pode dificultar a abertura da porta.

– Devido ao aumento do esforço do veículo para vencer a resistência da água, é recomendado desligar rádio, ar-condicionado, luz interna e tudo que não for estritamente necessário para a segurança durante a travessia.

– Em dias de chuva, a aderência do pneu ao asfalto é menor, então mantenha sempre a manutenção do carro em dia.