gratta-180x90

Seguro Notícias

O seu portal de seguros

Cesta Natalidade é destaque do portfólio de coberturas do PASI

11 de dezembro de 2018

Criada há 10 anos para atender às primeiras necessidades básicas da mamãe e seu bebê, a Cesta Natalidade é fruto do pioneirismo do PASI e leva aos beneficiários produtos específicos e cuidadosamente selecionados. Desde 2009, mais de 19 mil famílias já receberam o benefício entregues diretamente em suas residências   

Robert Serafim segurado PASI, sua esposa Josimara Rezende Serafim e seu bebê beneficiários da Cesta Natalidade | Foto: Divulgação

Em seus quase 30 anos de história, o PASI é reconhecido no mercado por oferecer tranquilidade aos empresários e amparo aos trabalhadores. E, também, por sua constante inovação. Logo após o nascimento do bebê são entregues duas cestas com 25kg de produtos alimentícios especiais para a mãe e outra com 12 itens de produtos de higiene para o bebê).

A Cesta Natalidade PASI é uma das coberturas mais solicitadas pelas empresas. Segundo Alaor Silva Junior, Presidente do Clube PASI de Seguros, o benefício foi materializado a partir de um desejo antigo em oferecer, no âmbito do principal objetivo do PASI, uma cobertura que pudesse levar o amparo do seguro de vida também em momentos felizes (neste caso, um nascimento), “de forma inovadora, buscamos encantar os nossos consumidores indo nesta direção, sendo os pioneiros no mercado segurador ao criar a Cesta Natalidade”, declara.

O benefício foi inicialmente concebido para atender às trabalhadoras e, graças ao sucesso da iniciativa, foi estendido de forma pioneira a todos os trabalhadores, independentemente do sexo. “Nosso maior objetivo é amparar o trabalhador em todos os instantes de sua vida. Estar presente à ocasião de um nascimento, que é um dos momentos mais felizes para uma família, nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo”, declara.

“O que recebemos nos ajudou a passar o primeiro mês com tranquilidade”, diz beneficiada

Josimara Rezende Serafim, de 29 anos, utilizou o benefício após o nascimento de seu bebê. Servidora pública municipal em Varginha (MG), Josimara foi mãe pela primeira vez há dois meses, e contou com a Cesta Natalidade porque seu marido, Robert Serafim, é segurado do PASI. “Quando fiquei grávida, a empresa em que ele trabalha o avisou que eu teria direito ao benefício. Receber a Cesta Maternidade foi ótimo, porque ela traz produtos que são essenciais nesses primeiros meses tanto para a mamãe quanto para o bebê. Não sei informar o valor exato que economizamos com os produtos, mas tenho noção de que foi um valor alto, porque todos os produtos são de marcas muito boas e estão caros no mercado. O que recebemos nos ajudou a passar o primeiro mês com tranquilidade”, explica.

Para Robert Serafim, que trabalha como auxiliar de almoxarifado na BRZ Empreendimentos, é importante que as empresas ofereçam aos seus funcionários a cobertura de cesta natalidade. “Esse tipo de auxílio é bem importante, pois ajuda de verdade em um momento em que tudo é novo. A Cesta Natalidade do PASI trouxe muita coisa boa para o nosso bebê, foi muito bacana ter essa ajuda. Para requerer foi super simples, bastou levar os documentos e a empresa me ajudou em tudo o que foi preciso”, lembra.

Funcionários ficam satisfeitos ao receber o benefício

Com uma equipe de cem pessoas distribuídas pelas cidades de Campo Grande, Palmas, Goiânia e Rio Verde (também em Goiás, onde fica sua matriz), a Brasilcard é um empresa de meios de pagamentos especializada em cartões convênios, benefícios, gestão de frotas e premiações, e oferece a todos os seus colaboradores o Cesta Maternidade PASI. De acordo com Jusane Oliveira Martins, assistente administrativo do departamento de Recursos Humanos da Brasilcard, os colaboradores que já receberam o benefícios ficaram bem satisfeitos. Até o momento, cinco funcionárias receberam a cesta logo após o parto e, atualmente, um funcionário requisitou o benefício para a esposa e, segundo ela, todos ficaram felizes.

“A chegada de um bebê muda a dinâmica de uma família. Por isso, eu percebo que todos ficam muito satisfeitos com a Cesta Natalidade PASI, pois ajuda bastante neste momento. Nós ajudamos com a documentação, e a pessoa sai para a licença-maternidade já com as orientações sobre o que é preciso fazer para receber o benefício. Todos os que até hoje receberam elogiaram bastante”, afirma. A condição social, segundo Jusane, não é um fator determinante para a satisfação quanto ao benefício. “Tem pessoas que precisam mais do que outras, e isso é natural. Mas, independentemente disso, todos gostam de receber a cesta, pois como eu disse anteriormente, ajuda bastante”, completa.

 

Fonte: Assessoria